sábado, 25 de dezembro de 2010

Natal, 25 de Dezembro de 2010


Então é Natal... e o que você fez?

Bem, a maior parte das pessoas leva o Natal como uma data comercial, aonde presentes são trocados, noites com ceias maravilhosas são compartilhadas em família, de modo que haja uma compreensão e fatorização do sentido mais emocional das coisas como um todo. Geralmente, a visão que as pessoas tem sobre o fator é bem comprometida com o real sentido do Natal expresso à 2010 anos atrás com o nascimento de Cristo. Religiosamente, é motivo para várias comemorações relacionadas a tal ocorrido. Comercialmente, é alvo das empresas de bens materiais e lojas espalhadas pela cidade, com propagandas que, na maioria das vezes, são ilusões de uma felicidade falsa.

Com tantas visões e com todos esses ângulos de visão sobre o dia 25 de Dezembro, o que vem a ser, de fato, o Natal?  A meu ver, é o ponto inicial de opiniões e reflexões diretas que vão interferir em um futuro não tão distante assim. Antes do término do ano, é um tempo para parar e ver ações mal cometidas, perdões mal sucedidos, relacionamentos que não deram certo e, até mesmo, pensamentos que não tem muito a ver com a realidade que é vivida então.

A principio, é uma visão individual. Uma visão individual sobre uma série de ações que foram cometidas e trouxeram porções de consequências a serem pensadas, sejam elas boas ou não. Sendo assim, traz o pensamento da inovação. Natal é inovação. É saber até que ponto pode-se chegar e até onde cada pensamento pode ser mudado com o intuito de melhorar e isso traz, no final, o aprendizado e a certeza de que pelo menos houve a tentativa. Pior do que o arrependimento por ter feito, é o arrependimento de ter deixado de fazer alguma coisa. Então, é preciso saber tentar, saber agir e, principalmente, pensar antes de agir.

O Natal é a expressão mais linda capaz de modificar as pessoas de uma forma inexplicável. É incrível como a taxa de mortalidade, índices de violência, crimes e roubos diminui nessa época. Talvez, seja até por causa da formalidade racional do ser humano em saber o quanto uma data como essa exprime a capacidade de fazer o bem, de ver outras pessoas felizes, com um simples sorriso estampado no rosto. A verdadeira mensagem do natal engloba experiências ainda não vividas. Coisas que poucas pessoas dão valor, dão o real sentido.

Ou seja, o Natal está longe de ser somente a troca de presentes. O verdadeiro Natal está em saber fazer o bem pra quem desiste desse bem ou não tem esperança nenhuma de prosseguir na vida com seus objetivos e planos pessoais. Conversando com meu pai, tive a experiência de ouvir uma visão religiosa relacionada a tal emoção social. Houve a interação interna do ser humano com a realidade em que ele vive. Com isso, soube relacionar um momento de esperança em que um dia pode ser melhor do que o outro, dependendo apenas de cada um de nós, porque são as nossas ações que definem até onde a gente vai chegar, de acordo com os nossos objetivos e sonhos futuros que podemos mudar a partir do nosso presente.

O presente é a melhor época pra mudanças. O Natal é uma das melhores datas em função dessas mudanças, que podem transformar os seres da água pro vinho. A real mudança que queremos ver no mundo parte de nós mesmos.

Hoje, tive a experiência de doar balas para crianças carentes. Com a ajuda dos meus pais e alguns amigos (Maxuel e Washington), distribuímos quase 60kg de doces para crianças carentes. Confesso que a maior recompensa disso tudo foi o sorriso, foi a idealização de que tinha conseguido cumprir um dos meus objetivos para o ano de 2010. A cada ano me surpreendo comigo mesmo e com a força que tenho para correr atrás dos meus objetivos. Isso me faz bem, pois me deixa mais forte com a medida que, pela qual, me fortalece. Cada experiência nova vivida, me deixa muito mais feliz comigo mesmo.. E, sinceramente, fazer o bem não tem preço. Ver o sorriso de crianças que não tem uma vida ou uma esperança conseguiu me dar um pouco mais de certeza no mundo que vivo. Não adianta só falar que quero mudar, o que motiva o mundo são as mudanças simples, mas que podem fazer uma diferença imensa..

Por fim, queria desejar um Feliz Natal a todos do Blog. Agradeço por cada um ler meus posts e minhas singelas palavras que deixo por aqui. Cada dia recebo um presente diferente que me motiva a ainda mais continuar lutando pelo bem, pela paz e pela esperança no mundo. Em especial, queria agradecer a Kananda, a Talita, a Isabela Aragon e a Luna Peres que têm sido especiais demais pra mim. Em consideração, a primeira, Kananda... que me ligou e foi a primeira pessoa a me desejar um Feliz Natal. Não é preciso de muita coisa pra ser feliz. A felicidade depende apenas de nós. E que assim seja. Deus esteja com todos nós!

domingo, 19 de dezembro de 2010

Sonhar..

" Porque eu sou do tamanho que eu vejo, 
E não do tamanho  da minha altura..
E o que eu vejo são meus sonhos."
                                      Alberto Caeiro (heterônimo de Fernando Pessoa)

A pretexto, devo-lhe me explicar sobre a escolha do determinado assunto. Deve-se ao fim de uma leitura muito gostosa do livro "Você é do tamanho dos seus Sonhos", de César Souza que é um empresário e palestrante conhecido por várias empresas, de todos os segmentos. O livro não foi somente bom para o meu crescimento profissional mas também para o pessoal. Então, vamos começar. 

Um dos principais defeitos de uma pessoa, hoje em dia, é se iludir com seus sonhos. É saber o significado, só que desconhecer o esforço necessário pra fazer esse sonho virar realidade. Mais do que isso, é ir em relação às atitudes. Saber o que fazer, mas não fazer por medo, insegurança ou por não ter nenhum tipo de recurso que possa favorecer a saida do cotidiano. É sempre preciso manter um equilibrio emocional e racional entre o sonho e a realidade. Se viver demais, você acaba não sonhando.. e se sonhar demais, acaba não vivendo. Os dois tipos de pessoas são bem comuns, porém, não são saudáveis. Sempre os falta algo a mais e essa carência que passa a existir somente o poder do equilibrio é capaz de modificá-la pra melhor.

A pessoa que vive demais, esquece totalmente dos seus valores pois está ligada a perspectivas da vida que passam e se vão. Não planejam, não sonham e não tem pensamentos multifocados em objetivos que podem transformar o dia a dia. É quando alguém pensa demais nos problemas e vive apenas pra si mesmo, com base em seu trabalho e em coisas que podem proporcionar apenas a felicidade própria. Quem sonha demais, esquece totalmente da realidade. Fica autônomo em opiniões e conhecimento. Em todo caso, acho válido manter os pés no chão com a cabeça no céu. Ou seja, é notavél a necessidade de sonhar, mas  o meio termo é o mais favorável pra situação.
 
Você sabe o que realmente quer? Sabe o que sonhar e como chegar até lá?

Todo mundo tem um tipo de sonho. É ligado à diversas áreas da vida.. e também tem peso emocional inexplicável. O que é o sonho mais importante da minha vida, pra você pode ser apenas um simples pensamento e vice-versa. A persistência é uma das principais aliadas ao desejo de sonhar. Se Thomas Edison desistisse na primeira tentativa de "inventar" a lampada elétrica, outra pessoa poderia pegar sua ideia e continuar tentando. Mas não.. a necessidade de usar uma pequena lampada, movida a energia elétrica, no lugar das chamas provenientes do gás, o fez ir mais longe e hoje o seu nome está em todos os livros didáticos e, pelo menos alguma vez, em nossas vidas vamos ouvir falar desse personagem. 

Uma pessoa normal, só que decidiu correr atrás do seu sonho. Teve esforço, persistência e não desistiu. Se ele pode, porque você não pode? Há algo em especial nele que te deixa menor? Não. Todos nós temos a mesma característica e desejo de correr atrás de alguns sonhos. Contudo, o que nos leva mais longe é o esforço que empenhamos para a realização do sonho. Estamos quase no Natal, 2011 já vem por aí. Acho que se as pessoas sonhassem um pouco mais e fizessem um pouquinho mais a favor dos seus sonhos, a perspectiva mundial estaria bem diferente. 

Enquanto isso, faça sua parte. Sorria, viva. Sonhar faz bem, levanta a alto-estima. Você tem esse poder! Faça o melhor uso dele. Pode ter certeza que não haverá o arrependimento!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

A Família

A verdadeira felicidade está na própria casa, entre as alegrias da família.
                                                          (Léon Tolstoi)


E, então, não desviando do foco, vamos ao principal. Todas as pessoas precisam viver em torno de alguns valores em sua vida. Podem ser eles éticos, materiais, morais ou espirituais. Todo mundo tem um valor e todo valor tem um peso na vida e na forma de pensar de cada um.  Cada valor faz parte do nosso dia a dia e, forma mais tarde, toda uma personalidade e um carater que vai definir a maneira que as coisas serão enfrentadas mais pra frente..

Um dos fatores mais conceituados na vida das pessoas vem a ser "Família". Segundo o dicionário, é unidade básica da sociedade formada por individuos com ancestrais em comum ou ligados por laços afetivos.  Agora, pra você,  o que é familia? É apenas mais alguma coisa, deixada de lado quando não se tem mais sentido algum? Ou é apenas lembrada na hora que você precisa daquele dinheirinho pra sair com os amigos no final de semana? Pois bem, se esse for seu caso, acho que você não precisa mais continuar a ler o meu texto daqui pra frente.



Familia, não se descreve.  Para mim, família é um presente divino, aonde todos nós temos que agradecer todos os dias da nossa vida. É incrivel a força isso interfere na nossa vida. Uma familia bem sustentada é incrivel. Quando o pai e a mãe se dão bem, toda a familia tem a tendência direta de ser uma família maravilhosa, com ótimos parentes que, se ajudam em busca do mesmo objetivo, pois é de sangue! Acho que quando o real sentido da palavra é entendido por todos os membros, os relacionamentos ficam mais fáceis, a perspectiva do erro e, assim, da ajuda, é de todos. Quando um erra, a familia erra, todos erram. E por isso, quando um está errado, a família se une e levanta o que caiu, para prosseguir lutando. 

Um relacionamento favorável entre pai e filho favorece toda uma casa. 

Mas, no dias de hoje, o termo familia é simplesmente deixado de lado. Muita gente, sem consciência, acaba por fazer com que seja pretexto de brigas familiares todo e qualquer motivo. Não é tão dificil ver mais mãe matando filho, marido que mata mulher, filho que mata pai. A meu ver, em muitos casos, há a banalização do termo "familia" e, sabe, não se sentir bem perante os seus não é uma boa forma de se sentir bem contigo mesmo. Não é legal ter que acordar todos os dias, olhando pro teto e finjindo que tudo está bem. Não deve ser maravilhoso manter um relacionamento ruim com pessoas que a gente gosta.. é péssimo. Ainda mais com pessoas que vemos todos os dias e que deveriam ser nossos "ajudantes", porque a união faz a força (e o açúcar, desculpa! haha). 

Sendo assim, se família é um termo que engloba várias pessoas, dê valor a sua familia. As pessoas são peças de um quebra cabeça. Um dia, você está com ela, unindo uma imagem. No outro, você pode perder uma peça e essa peça vai deixar seu quebra-cabeça incompleto. Você que é filho como eu, dê valor aos seus pais. Eles são os maiores presentes que a gente pode ganhar. Nunca vamos poder retribuir todo o bem que eles nos fizeram e todo o tempo que já cuidaram de nós. Então, com poucas coisas, mostre que você é grato por tudo isso. Não to falando pra você sair por ai, fazendo um monte de loucuras! Mas, falar um "Eu te amo, você é importante pra mim", nunca é demais. Pratique amor, só assim você pode se amar e ser amado. Um dia, você pode perder TUDO o que tem. Mas nunca perderá aquilo que você é e faz pra mudar a sua história. 

Ame sua família. Ela é parte de você!

Queria agradecer a Taís e falar que a ideia foi dela. Com certeza, ela é muito fofa em ficar ouvindo as minhas ideias mirabolantes de forma tão maravilhosa. Um grande beijo para ela!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Desapego

O desapego está totalmente ligado a um fim. Um fim que, por mais que doa, vai proporcionar um novo recomeço a partir de determinada coisa que já não dava mais certo. É a percepção do momento que já não dá mais certo e, a partir dai, é preciso tomar algum tipo de atitude. É quando uma coisa não se encaixa mais e, simplesmente, ainda damos valor pra essa coisa, nos apegando a ela. Em alguns momentos, nos apegamos a situações que já não fazem mais sentido, somente pela rotina.



Chega um dia, chega uma hora em que é preciso saber o que tem real sentido e o que vale mesmo a pena permanecer na nossa vida. O que já não tem mais sentido, é porque não corresponde, de alguma maneira, ao que precisamos ou temos como objetivo. O desapego é necessário. É necessário pois fazemos uma espécie e poda na nossa árvore da vida e retiramos todos aqueles galhos que só fazem volume. Alguns, dóem mais, outros têm menos dor. A cada galho retirado, uma nova chance de se nascer galhos mais fortes, mais bonitos e que podem gerar uma sombra maior.

Toda e qualquer mudança é, pelo menos, essencial para o homem. Ainda mais quando a mudança está relacionada ao seu avanço em determinada área de sua vida. É preciso deixar alguns momentos, algumas coisas de lado, pra assim conseguir ir mais além no que se deseja. Nem sempre tudo e todos vão estar ao nosso redor e, também, nem sempre, tudo é agradável. Por isso, existem as mudanças. 

Não importa o nome, sempre é preciso deixar as coisas que já foram em seus determinados lugares. É melhor deixar que elas voem pra longe do que ficar martelando uma situação que já não faz mais bem e que, mesmo depois de ter terminado, faz com que haja um sofrimento imenso. Antes de dar um novo começo, é preciso saber terminar. Praticamente nada é insubstituivél. O desapego é necessário, faz bem. Encerre o ciclo, considere que o final seja melhor do que uma continuação. Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. 

A maior parte da nossa vida depende de nós. As pessoas estão interligadas a momentos, fases, ciclos e objetivos. Só que quem decide o que manter ou não em nossa vida, somos nós. Fortaleça sua ideia a partir de uma motivação vinda da sua alto estima. Nunca pense que por deixar uma situação de lado porque ela não se encaixa mais, você vai perder tudo e todos, porque não é verdade. Há algumas vezes em que PRECISAMOS nos desapegar daquilo que não é bom pra nós. O que é bom pra nós é o que devemos gostar. Mudanças sempre são boas a partir do momento que trazem a felicidade. E quem decide isso? Nós mesmos. As vezes, vamos estar sozinhos e vai ser preciso ter uma mudança pra melhor. Desapegue de tudo aquilo que não é legal. Você decide o que quer na sua vida. Você escolhe se quer sofrer.


Ou não.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Deus




“O Senhor é meu pastor e nada me faltará”
                                                                       Salmos 23:1


A princípio, o que vem a ser Deus na vida das pessoas? De um primeiro modo, nada mais é do que uma palavra de apenas quatro letras. Mas, o que a nossa língua portuguesa ainda não consegue explicar é o tamanho da importância de um fator como esse em nossas vidas e em nosso cotidiano. Talvez, até porque seja, de toda maneira, emocionalmente levado pelos pensamentos.

O homem precisa de algo/alguém para acreditar. Precisa se sentir confortado, amado e também tem que ter uma esperança maior em meio a muitos problemas que enfrenta em seu dia a dia. Porque Deus existe? Existem vários deuses, várias matérias que são idealizadas como um deus na vida de cada pessoa. Em todo caso, cada um acredita no que quer, todos nós temos um “Deus” diferente. A meu ver, Deus existe pra proporcionar conforto e paz para o homem. Ou pelo menos, existe para fazer com que essa ideia exista.

Todo homem é consequente dos seus pensamentos.  Os cristãos acreditam que Deus é o principal fator do mundo inteiro. É o Criador dos Céus, Terra e Mar; (e de tudo que neles há) e, inclusive é do homem também. Deu a ele sua inteligência, o livre arbítrio e a racionalidade, pelo menos na teoria. O homem pensa, o homem exerce uma função idealizadora em seu meio que pode modificar toda uma realidade que engloba pessoas e outros seres.

Há também a convicção científica de Deus. Para a Ciência, Deus não existe, ou é apenas fruto do pensamento do homem. O homem criou Deus para que existisse maneiras de se sentir esperançoso em situações que podem tirar toda a ideia de que haja alguma esperança ou bem no mundo. Para os historiadores, tudo é fruto de uma evolução, não de uma criação em si.

Seja pela ciência ou pela fé, cada um acredita no que quer.




Cada pessoa é capaz e encarregada de mover seus pensamentos em direção àquilo que realmente faz bem, que deixa feliz ou que traga paz. A idealização ou fatorização do fator “deus” depende apenas do individuo.

Hoje em dia, o maior problema que há quando se fala de Deus, é a utilização do seu nome. É perceptível aos olhos humanos as mentiras, as falsidades e controversas que alguns pregadores utilizam atualmente. Muitos agem com ignorância e usam Deus como um princípio para arrecadações milhonárias de dinheiro, enquanto o real  significado fica para trás.

O caminho é saber até onde você confia em sua Fé. Se há fé, a intensidade de Deus. Se há Deus, há conforto e esperança. Apenas depende do individuo saber no que acreditar. Particularmente, acredito em Deus. Mas não mantenho uma religião. O papel da religião é apenas explicar os princípios da Bíblia, fazendo com que o homem se torne um conhecedor. A partir dai, se torna consequência o que vem além. Se Deus existe ou não, não é hoje que iremos saber disso. O que vale mesmo é manter a ideologia formada até o ponto de ser consciente dos seus atos e não sair por aí falando qualquer coisa. Todo e qualquer conhecimento é valioso. É a única coisa que se leva para a vida toda.

E por fim, não defendo nenhum ponto de vista quanto a isso. Tenho minha ideologia, acredito em Deus. Mas, no Deus que eu sei que me conhece. Não o pregado por igrejas ou afins. O meu, simplesmente meu.


sexta-feira, 19 de novembro de 2010

A amizade.

"Melhor é serem dois do que um (...) Porque se um cair, o outro levanta o companheiro." (Ec. 4:9-10)



A maior parte das pessoas vive inconsciente em um mundo que fantasia os sentimentos de forma avassaladora. Infelizmente, hoje em dia, os maiores sentimentos são fantasia. Ou melhor, não são sentimentos. São atrações consequentes de imagens exteriores, enquanto o interior fica fragilizado por ilusões que caracterizam ainda mais as ações. 

Mesmo assim, vou me pegar descrevendo um  dos fatores mais lindos que sobrevivem a essa imensidão de falsidade e incompreensão. Dentre alguns, o que vou idealizar hoje é a amizade. Na maioria das vezes, não consigo descrever ao certo. Acontece de uma forma incontrolável e muito natural. Um amigo é uma força que nos leva a um outro lugar, nos tira da tristeza e, nos ajuda. Aconselha, chora, ri, conversa e é aquele que te conhece mais do que você mesmo, as vezes.



Quem tem um amigo, tem um tesouro. Ter amizade é sinonimo de se sentir completo em vários momentos da sua vida, onde nem mesmo você acha que há solução, um amigo encontra maneiras pra te ajudar. A verdadeira amizade não está ligada a razões sociais e financeiras, a etnias, cores e, nem tãopouco, a religião. A amizade está ligada e é fortalecida pelo coração que age diretamente com as lembranças, fazendo com que exista uma forte estrada de pensamentos comuns entre você e uma outra pessoa. 

Amigo não te elogia toda hora. Mas, está com você em cada momento, em cada instante. Sabe o momento de elogiar, de criticar e ajudar. Uma forte amizade vai além da distância, dos medos e obstáculos que podem existir em um determinado tempo. Não se sabe o valor de uma amizade. Apenas a tem. E quem tem, dá o valor imenso suficiente pra ter o maximo de tempo possível. A amizade é um amor que dura pra vida inteira. 

Amigo não é aquele que está com você quando tem uma festa ou quando você é o mais conhecido da escola. Amigo é aquele que está ao seu lado em momentos em que quase ninguém te dá valor, de tá esperança e te falta solução. Ser amigo é uma mão de via dupla. Você dá e recebe amizade... e isso é uma das coisas que quanto mais tem, melhor é. 

Não seja um amigo temporário. Seja amigo de verdade. Os obstáculos, medos e inseguranças ficam mais fáceis quando se tem alguém pra ajudar, quando há alguém do seu lado.  Seja quem você é, viva!

terça-feira, 9 de novembro de 2010

A pior doença do mundo.

Vamos dizer que a partir de ontem, comecei a tentar relacionar o tamanho do meu aprendizado até aqui. Com 18 anos agora (ainda bem que chegaram! haha), fica mais fácil compreender o tanto de coisas que fiz e posso me orgulhar, assim como o tanto que percebo que cometi atitudes não tão legais assim. Todos nós conhecemos a nós mesmos, sabemos os nossos defeitos e qualidades. Ilustramos, algumas vezes, características do próprio carater, a ponto de se definir como melhor em determinado aspecto. Mas, bem.. vou tentar caminhar o meu texto à direção consequente do titulo em questão..




Quando coloquei "doença", boa parte das pessoas tem a imagem de um hospital, deitado em uma cama, tomando soro e recebendo atendimento médico. Fisicamente, seria bem por aí. Algo um tanto quanto normal que seria fácil de expressar. Só que o mais importante agora também não é isso. Todo homem, desde pequeno, tem o direito de ser livre. Ser livre com pensamentos e ações. Até atingir a maioridade, existem diversas barreiras comprometedoras que a sociedade impõe, de modo com que, a pessoa perceba (ou pelo menos, tente) a intenção e, principalmente, a consequência de cada ação cometida pelo individuo. Em questão, o comportamento é cometido pelo individuo e julgado pela sociedade que, nem sempre toma a melhor decisão ou tem a melhor solução.

(Considerando a liberdade do homem em pensar e agir, é necessário também conotar a lei da reação. Tudo o que é feito, reage a favor ou contra essa pessoa ou interfere no meio)


A pior doença que existe é a que chamo de doença de personalidade. Ela é causada emocionalmente e ocorre quando uma pessoa sabe que tem um defeito e não decide mudar, de forma com que esse deslize vire um desmoronamento. Tudo o que temos, as nossas características vão se tornando menos impulsivas com  o tempo e, com isso, adquirem mais força. O que, no futuro, pode acarretar um sofrimento maior. O pior doente é aquele que não aceita o tratamento e vai morrendo aos poucos pela sua dor. O mesmo acontece com as dores de personalidade. A pessoa sabe que a tem, não faz nada (ou quase nada) e, acha que tudo está bem, que tudo está normal. Até que chega o momento em que a dor é maior e pode levar  um sofrimento. Por um lado, se torna uma escolha humana. Então, nem todo sofrimento acontece porque tem que acontecer. Alguns podemos escolher!

Na vida, temos apenas duas certezas: o amor e a morte. Ame e viva enquanto pode. Não viva doente. Leve sempre um sorriso no rosto e a felicidade. Tudo tem um jeito. As coisas podem ser melhores se você quiser. :)

terça-feira, 2 de novembro de 2010

As aparências de uma mesma moeda..

Pouco sabemos sobre as pessoas. Elas são uma das maiores incertezas humanas, graças a capacidade de pensar que, mais tarde, vira uma ação que vai cair e reagir sobre o meio em que elas vivem. Socialmente, o que se vê é a procura por méritos, a caça de convicções que não condenem a imagem e muito menos a capacidade de se relacionar. 

Hoje em dia, é muito fácil você perceber que algumas pessoas demonstram ser o que elas, de fato, não são. Seja por medo, seja por incompreensão, a probabilidade de uma aparência fisica ser diferente da mental é perceptível até mesmo aos menos conhecidos. Um fala do outro de uma maneira inconsciente, julgando algumas atitudes e, então, acaba-se por formular uma ideologia controversa a realidade vivida por ambos. A perspectiva que há em passar uma imagem boa é maior do que a de ser o que realmente é. 

Aprendi que as pessoas são, pelo menos, duas ao mesmo tempo. Em uma situação ruim, elas se comportam de uma maneira e em uma boa, de outra. Nessas fases, o ser pouco sabe sobre si mesmo pois desconhece a maior parte dos limites que pode ou não ser impostos a tal. Dentro desses parâmetros, nasce a caracterização. A caracterização de ser algo que essa pessoa não é, passar uma ideia de caratér e personalidade diferente do real. Ainda não consigo entender..

Não entendo o porque de umas pessoas tentarem ser o que não são. De tentarem, procurarem um objetivo de perfeição diante dos outros, sendo que dentro de si cresce a incerteza, a tristeza e os sentimentos ruins presentes em toda pessoa normal. Os erros não se tornam tão fortes e são imunes quando se tem a capacidade de contar algumas mentiras. O pré-julgamento não deve ser exercido. Ele apenas atrapalha. O importante é ver quem as pessoas realmente são a partir de suas atitudes. É necessário sempre perceber que precisamos delas pra viver.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Dificuldade: Uma ajuda ou totalmente o contrário?

Antes de qualquer coisa, é preciso pensar no que, de fato, vem a ser uma dificuldade. A meu ver, é um estado de espirito, uma condição que nos faz pensar que somos menores do que  determinado fator ou então, somos incapazes de enfrentar determinado problema,, em si. 

Por um lado, dificuldade nos assegura em uma condição temporária de desânimo. Traz por alguns momentos, a idealização de que a nossa capacidade é menor do que a necessária pra adquirir um conhecimento, uma coisa e até mesmo uma pessoa. É necessário, acima de tudo, dedicação e esforço pra manter uma linha de pensamentos que, com certeza, ajuda e muito a enfrentar todos os caminhos que ela acarreta.É um desafio. É sempre preciso lembrar que você próprio é a solução pra várias coisas. Talvez, uma coisa que pareça dificil não é tanto, depende apenas da visão. A visão que temos das coisas é o que vai definir se vamos sair com a vitória ou com o fracasso.

No meio das dificuldades surge a oportunidade. E é ela que temos que aproveitar. Da mesma forma que pode ser ruim, também pode trazer aprendizado. Se tem uma coisa que não conseguem tirar, é todo e qualquer tipo de conhecimento. Todas as coisas dependem de nós, inclusive o aprendizado. É preciso fazer com que cada dificuldade vire motivação. Tente! :)

terça-feira, 12 de outubro de 2010

12 de Outubro

Quando uma criança tropeça e cai, ninguém estranha; seu pai se apressa a levantá-la. A nossa experiência cotidiana está cheia de tropeços e quedas. Que será de nós se não formos cada vez mais criança. Não queiramos ser grandes, mas meninos, para que, quando tropeçares, a mão de Deus nosso Pai nos levante” (Beato José Maria Escrivá).



____
Hoje, dia 12 de Outubro de 2010, Dia das Crianças e Feriado Católico de Nossa Senhora Aparecida. Muitas comemorações relacionadas a esses dois fatores acontecem nos mais diversos lugares do país. Também, há motivos pra isso que nos fazem pensar, por mais simples que pareça, até porque todo mundo tem um pouco de criança dentro de si. O espírito infantil sempre permanece dentro de nós em vários momentos que, passam e não percebemos. Sendo assim, hoje será o assunto que minhas palavras irão se voltar.

A maior questão que ainda tenho é até quando somos crianças? Ou então, até quando esse "espirito" permanece dentro de nós e acaba fazendo com que, em alguns momentos, nos voltemos a ele  e até passamos a enfrentar as coisas de uma maneira feliz, uma maneira.. diferente? 

Bem, toda criança tem uma mensagem pra passar a cada pessoa que se diz madura o suficiente pra ser chamada de adulta. Na infância, não temos preocupação com as coisas, não mantemos julgamentos precoces e indecentes sobre outras pessoas e taopouco nos interessamos com assuntos sociais ou pessoais. É nessa época que começamos a ver as mudanças mais marcantes em nossa vida, a distinção do bem ou mal, certo ou errado, bonito e feio, ou seja, falando no geral, é quando temos muito contato com as escolhas que, mais tarde, farão parte de nossas vidas. 



Tudo é brincadeira. Tudo é feliz.. a maior tristeza então, é a perda de algum presente querido. Na infância, somos inocentes. As nossas ações não correspondem a reações que podem fazer mal, que podem tirar a felicidade maior de uma outra pessoa. Uma criança não tem a intenção de matar, de ver outras pessoas tristes. É incrivel como tal personalidade pode ser tão ingênua, perfeita. 

É considerada uma fase de crescimento.


 Ao pé da letra, crescimento fisico.. mas, indiretamente, é intelectual também. O que um adulto faz, há o perdão. Como seria bom se as pessoas fossem assim.. Como seria ótimo se tivéssemos a mesma força de uma criança em uma brincadeira, de se levantar e brincar novamente, as coisas seriam bem diferentes se fossemos persistentes a um ponto desconhecido quando queremos uma coisa... 

Dentro de nós, sempre deve existir, por fim, um espirito infantil. É bom saber enfrentar tudo que é nos imposto com um sorriso no rosto. É preciso saber lidar com as ilusões de forma pacífica, agindo com o perdão, sabendo que a razão sempre deve estar presente em momentos de decisão. Por mais que os anos passem, sempre há uma criança dentro de nós que floresce em todos os momentos que deixamos que ela interfira. A velhice só acontece quando a  pessoa quer. A idade não é documento! 

A todas as crianças, um Feliz Dia das Crianças. Espero poder ter ajudado a colocar um sorriso no rosto de quem realmente precisa sorrir! Vocês são o nosso futuro.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Eleições

Ontem, tive a minha primeira experiência direta com uma Eleição e foi algo um tanto quanto diferente. O que eu sabia até algum tempo atrás, era  ir com os meus pais e ficar apertando os botões, de modo, que ficava feliz quando aparecia o rosto do candidato que eles desejavam votar. Aquilo era uma alegria para mim, contudo, já faz um certo tempo que venho pensando, claramente, na politica do nosso pais, de forma abrangedora.



Para conceder o voto de confiança em alguém, é preciso conhecer esse alguém. A presidência e os demais cargos politicos de grande influência no nosso país estão em nossas mãos. Somos nós quem decidimos quem irá pro Senado, quem irá governar o Estado e até mesmo, quem vai ser o nosso Presidente. De certo modo, o povo brasileiro desconhece o poder que UM voto tem. Colocar alguém que age de má fé em nosso governo é o mesmo que dizer sim à Corrupção, às CPI's e toda e qualquer maneira de roubo aos cofres publicos. 

Então, o importante é sempre conhecer o candidato e o que cada um faz. O importante é sempre pensar no  melhor pro País, não no melhor pra você. Pensar como um todo faz com que as  coisas sejam diferentes. Vote consciente. O Brasil precisa de bons governantes.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Se você tivesse dois dias de vida, o que faria?


Boa pergunta. A pretexto, então, devo contar-lhe uma curiosidade sobre mim.

Todo dia antes de dormir eu me faço a seguinte pergunta: "Pedro, o que você poderia ter feito hoje que não fez?" E bem, parece que fica passando um videozinho do meu dia inteiro, com alguns momentos, vamos dizer "marcantes", onde acabo localizando coisas que poderiam ter sido feitas, palavras e pensamentos que deveriam ser falados ou até mesmo, o que eu poderia ter feito de melhor. É como se eu revivesse todo o meu dia em 15 minutos..


Assim como me faço essa tal pergunta, também me pego pensando em como será meu futuro. Fico pensando claramente no que vou fazer, no que quero pra mim, quero para as pessoas ao meu redor ou até mesmo, rotineiramente, começo imaginar o que tenho pra fazer amanhã, ou depois.. e por aí vai.


Também me pego pensando MUITAS vezes, no meu passado. Fico pensando no que fiz, no que não fiz .. e fico querendo tentar arrumar maneiras de consertas algumas coisas, alguns relacionamentos ou até mesmo consertar ele por completo. Eu paro e me vejo perdido em vários pensamentos, momentos.. mas, tento sempre levar cada pedacinho como um aprendizado e um aprendizado bom. Por mais que eu queira mudar, me ensina bastante e interajo, diretamente com ele. O uso como uma forma de espelho pra tudo que vou/tenho que fazer.


Infelizmente, em algumas horas (acho até que seja nas mais dificeis) fico pensando em como seria se eu perdesse meus amigos, minha família. Cara, sempre fico mal depois disso. Meus amigos e minha familia são os dois pontos que se ligam em uma base da minha vida. E po, quando falo da MINHA vida, tenho que pensar em Tudo que faz parte, ou fez. Estipular uma forma de perder um dos dois pontos me deixa muito mal.. é, nesse quesito sou uma negação. Sofro demais as vezes, por perder uma pessoa que nem seja tão importante, tão verdadeira comigo.. mas, enfim..


Respondendo finalmente a questão, também me pego pensando em como seria se hoje fosse meu ultimo dia de vida. Bom seria se a minha pessoa pudesse saber, com dois dias de antecedência que não faria mais parte desse mundo.. ah, como seria! Eu pediria desculpa a todas as pessoas que fiz mal, tentaria reatar diversos laços de incompreensão, intrigas ou discussão que possa ter acontecido e, por fim, falaria tudo que eu penso a algumas pessoas que ainda tenho que segurar.. hehe Tentaria, ao máximo, aproveitar essas 48hrs perto de pessoas que me fazem bem, que me deixaram feliz em algum momento da minha vida e tentaria as ver sorrindo também. Não queria que o meu enterro fosse triste, queria que lembrassem de mim como uma felicidade. A gente sempre tem que ser feliz, independente do que aconteça. A felicidade, a simpatia e um sorriso bonito, nos levam bem longe.. Nesses dois dias, principalmente, tentaria passar a mensagem que eu tenho orgulho de ser quem sou, de ter a familia que tenho e de ter os amigos que hoje estão do meu lado. Sem isso, não seria nada. E bem, tá ai a resposta.

p.s: Como estou sem tempo para postar e tudo mais, deixo então uma resposta do meu forms, de hoje. Achei legal a questão, por isso estou colocando aqui. Quem quiser  ver mais ou perguntar, o link: http://www.formspring.me/pedromenuchelli :)

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

O que esperar da vida?


Acho que meu texto vai ter esse titulo porque foi mais uma das que me "pegaram" durante esses dias. Não sei ao menos como estipular, diretamente, uma fisionomia certeira sobre tal assunto pois a vida ainda é uma indecisão onde cada segundo pode ser o ultimo.

Olhando por um lado, esperar é uma palavra complicada. Esperar é indecisão. Indecisão porque você aguarda ou tem expectativa sobre determinado assunto ou situação que pode ou não acontecer. Há momentos que a espera é fundamental na resolução dos problemas, mas há outros que ela acaba dificultando demais a conquista de várias coisas. 

Uma espera pode ser boa quando você sabe o que faz. Quando já tem um planejamento e depende somente do tempo para que ele se concretize. A espera impede que você aja pelo impulso e te faz ver e pensar um pouco mais sobre o que deve ser feito em determinado momento. Mas, contudo, todavia, a espera é uma espécie de prisão. É uma ação não cometida que te faz ficar preso a uma coisa que ainda pode não ter acontecido. Espera é um tanto quanto avassalador, pois denuncia todos os seus pensamentos como chave de liberdade pra não fazer o que dá medo, ou seja, há pessoas que preferem esperar do que fazer .. e isso é um problemaço! 

Quem pensa e não faz, mente só pra si mesmo. Cria uma espécie de baixa estima dentro de si, achando que não é capaz de solucionar problemas que nem sempre são tão grandes assim. Entretanto, a pessoa que fala demais e não faz, mente pra si e mente pra outro; uma  reação conjunta, onde não somente ele sofre com as consequências de não ter cometido uma ação. Formula-se então a ilusão, a falsidade e adjetivos do aspecto. 

E como ter expectativa nas coisas do mundo? Como ter esperança na vida?
É.. o que posso esperar da vida me foge as palavras. Me vejo em um mundo totalmente arbitrário, onde a sociedade esmaga totalmente a possibilidade de esperar algo bom vindo da vida. As consequências de vários problemas não-solucionados interferem demais na vida de pessoas que nem têm culpa, diretamente falando. A sociedade financia sonhos, acha que sentimentos podem ser comprados com dinheiro. Hoje, uma pessoa é comprada por alguns merrecos só para poder colocar o pão de cada dia na mesa. 

O mundo acaba colocando muito poder na mão de poucos. São negociados horas de trabalho que aproximam ainda mais o poder dos grandes empresários e dos  governantes enquanto, no mundo 800 milhões de pessoas passam fome, 11 mil crianças morrem de fome a cada DIA (o que dá, mais ou menos, 458 por hora ou 7 por minuto) e mais de 1,3 bilhão de pessoas não possuem saneamento básico e/ou águia potavel. 

E ainda não falei das grandes devastações que ainda ocorrem. Inundações, secas que se alastram por meses, terremotos, vulcões em errupção, temperaturas extremas, queimadas, a vida animal e vegetal entrando em extinção; derretimento das calotas polares, aquecimento global... é, além de palavras presentes em trabalhos do Ensino Médio, isso faz parte da nossa vida, do meu futuro. E é incrivel como o homem pouco faz pra mudar essa situação.

As promessas são imensas. E vão continuar sendo.

E dói muito em saber que eu vivo em um mundo assim. Um mundo capaz de matar uma mãe pra fazer o filho confessar um crime que não cometeu, uma sociedade capaz de concentrar bilhões de reais em contas do exterior enquanto em diversas partes do mundo, crianças pedem dinheiro para poder dar a sua mãe comprar um alimento. É extremamente triste saber que  enquanto muita ggente não dá valor ao que tem, várias outras crianças/pessoas dariam tudo pra estar no nosso lugar, compartilhando do alimento que temos todos os dias em nossa mesa, da família e da estabilidade financeira que possuimos. 

O que é mais complicado é saber que  a minha espera está concentrada naquilo que eu faço pra mudar o meu meio. Está nos meus pensamentos em ser a cada dia uma pessoa melhor, capaz de estabelecer uma felicidade que se propaga com cada ação que faço pra melhorar o mundo em que eu vivo. Sei que 99,9% pensam ou querem um mundo melhor. Porém, 0,9% disso, fala e cumpre o que faz, pensa em seu futuro, em seu filho, em gerações que virão depois dos seus filhos.. 

Na vida, a gente não espera. A gente faz. E faz bem feito.. cada objetivo deve ser planejado com o intuito principal de fornecer apenas o sucesso pessoal sem ter que usar de outra pessoa para isso. O mundo já se engarrega de colocar as diferenças entre nós. Faça parte do mundo, mas faça com que a sua consciência esteja bem. Faça tudo aquilo que tem que ser feito. O mundo precisa de ajuda, as pessoas precisam de ajuda e esperar não vai mudar muita coisa.


"O destino é o que embaralha as cartas, mas nós somos os que jogamos." (William Sheakespeare)

sábado, 4 de setembro de 2010

O pouco que nós temos..

Todos nós estamos voltados a alguma área em que conotamos os nossos objetivos. Uns decidem se voltar a estudos, outros a popularidade e afins, alguns optam pelo amor, pela construção de uma família e seu próprio bem estar e também há aquelas pessoas que se dedicam totalmente a si mesmas. 

Cada tipo de pessoa ocupa uma proporção na sociedade. A partir dos seus objetivos, conseguem trilhar seus caminhos, pensam em características que podem as deixar mais felizes e isso influencia no restante das áreas sociais que cada um tem. Uma pessoa passa a se relacionar melhor com outra a partir de seus objetivos. É mais ou menos parecido com o pensamento diário que temos: "Se quisermos ter um dia feliz, estaremos felizes e nos relacionaremos bem com os outros. Executaremos cada tarefa melhor e teremos motivação extra para cada coisa. Contudo, se tivermos o pensamento contrário, o que será colhido então, será, de fato, aquilo relacionado ao nosso pensamento." Cada pensamento que se torna ação cai sobre nós em dobro.




Pois bem.. A vida passa e cada momento é essencial pra nós. Não levamos riquezas acumuladas, nem as roupas que vestimos.. deixamos com as pessoas lembranças -boas ou não- de momentos compartilhados, de dias passados, conselhos, fotos e,  simplesmente, as coisas que fazemos se tornam o que podemos levar. Os sentimentos conquistados aqui são deixados aqui, mas deixam marcas dentro de cada coração, deixam falhas em cada aspecto ou até mesmo podem fazer com que o verdadeiro significado de experiências boas apareçam. 

Qualquer um pode ser feliz e ter orgulho de si mesmo. Só depende do querer fazer o bem e ser feliz. Acumule riquezas! Mas não materiais. Guarde dentro de você cada momento bom, cada perspectiva que valeu a pena. A vida passa, nada fica. Dê cor aos seus dias. Faça valer a pena. Ame!