segunda-feira, 30 de maio de 2011

Um certo começo..

Todo mundo sonha em viver bem, com alguém especial e que faça sentir algo que nunca sentiu. Passamos alguns momentos despercebidos com pessoas que nem sempre nos fazem tão bem assim e nos esquecemos que a nossa vida foi feita para viver, não para viver em função de alguém, a não ser de nós mesmos. Quando pensamos que encontramos as explicações, a vida vem e muda todas as perguntas e isso é um ciclo que não se acaba. Se a vida das pessoas fosse igual (ou pelo menos, em uma boa parte, parecida) , o anormal não seria legal, o diferente não existiria e a realidade não mudaria. Em todo caso, sendo assim é bom saber que somos diferentes. Diferentes não simplesmente pelo fato de pensarmos e agirmos de maneiras distintas. Diferentes porque somos assim desde quando nascemos e isso não é de família. Somos quem queremos ser. As raízes familiares são deixadas de lado a partir do momento que começamos a responder pelo nossos erros e pelas nossas fraquezas que são fruto ou não de nossos sentimentos.

Aliás, falar de sentimentos é uma das vertentes que fogem do meu conhecimento. De fato, consigo me auto-caracterizar como uma pessoa de ideologia relacionada ao coração do que com o cérebro. Diga-se de passagem que, desde quando me entendo por gente sou assim. Tenho por certo uma [quase] convicção de que tenho por alegria ver a felicidade de quem gosto. É como se fosse uma espécie de alimento para o meu coração. Sem explicação, sem definição, apenas fico feliz como se isso formulasse um dos meus maiores sonhos, na maioria das vezes. 

Geralmente, é perceptível dentro das pessoas sentirem que elas não estão sozinhas. O ser humano foi feito com uma ideologia muito forte que se trata por definir o como se sente em diversos momentos diferentes, capazes de mexer com suas mais fortes emoções. Infelizmente, na maioria das vezes esquece que sentimentos e tudo relacionado ao coração não pode ser descrito totalmente através de palavras e, nem por isso deixam de existir.  Quando se trata de sentimentos, não se tem uma linha de pensamentos que é capaz de ser entendido através da razão. Em toda hipótese, a unica mente capaz de entender (ou tentar) a situação é apenas a de quem sente, afinal, tudo é visto de angulos diferentes dependendo apenas se é atuante ou não de determinada ação que englobe mais de uma pessoa.



E o que fazer com o coração? O que fazer quando você se sentir sozinho, com vontade de fugir de tudo, todos e até mesmo de você mesmo? Como agir quando houver uma decepção que force seus pensamentos a irem à direção que não é capaz? Pois é, quando isso acontecer, o melhor é manter a calma. Manter a calma, fechar os olhos e saber que tudo nessa vida é passagem. Tudo passa, mas só as verdadeiras coisas permanecem dentro de você e fazem parte da sua vida todos os dias. Basta apenas você decidir o que quer. Sentimentos e pessoas que acabam fazendo mal (mesmo que sem querer), sempre vão existir. A decepção e tristeza apenas participam do nosso meio para nos mostrar o quanto a felicidade é boa e devemos dar valor à ela. Nem tudo nessa vida tem um motivo pra acontecer. Faça valer a pena enquanto pode, dê valor enquanto tem alguém.


________.
p.s: Achei que quando comecei escrever esse texto, de fato, seria relacionado ao amor. Com o desenvolvimento dos meus pensamentos, acabei dando uma certa introdução ao que gostaria mesmo de descrever sobre um sentimento tão lindo e especial quanto o amor vem a ser na vida de algumas pessoas que sabem seu devido significado. Em todo caso, fica mais ou menos por ai, a explicação do titulo. Obrigado novamente, pelo carinho que sempre encontro por aqui. Fico muito feliz!

15 comentários:

  1. Pedro, amigo,

    FAz parte de nossa experiência, num dado momento da vida, acreditar que sentimentos são passageiros. Existe amor perfeito? Amor que dure para sempre? Quem sabe. Prefiro sempre acreditar que sim. Mas, mais importante, prefiro sempre acreditar que, para que o amor valha a pena, temos de estar convictos de nossa própria importância. Amar o outro como - e não mais que - a nós mesmos.

    Bjs e boa semana pra ti!!

    ResponderExcluir
  2. Olá Pedro,
    Primeiro quero te agradecer todo seu carinho comigo...e nem é bem assim, hahhahahaha.
    Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim. Aprendi que tudo na vida passa. Os bons e os maus momentos. O bons aproveite bastante e os maus vem para nos ensinar.
    Sábio é aquele que permite descobrir; que reconhece a importância de aprender o novo, que abre seu coração para sentir e ouvir..
    Sábio é aquele que permanece em silêncio, observando os passos da mente, as fragrâncias, os lugares escondidos dentro do seu ser..

    Um beijo enorme na alma e no seu ♥

    ResponderExcluir
  3. Sabe Pedro, como te entendo e entendi tua mensagem...
    Como é complicado nossos sentimentos que ora se alternam em momentos tão delicados, principalmente quando se trata de amor.
    Sempre busquei repostas para os dilemas do coração, e só consegui entender quando adentrei às letras em forma dos poemas. Foi uma forma de libertação da própria alma.
    E você sendo bem jovem já mostra o quão é especial quando escreve sobre sentimentos.
    Isso é para poucos... Por isso dou-te parabéns pela maestria com que delineias essa parte da alma.
    Um abraço fraternal, felicidades.

    ResponderExcluir
  4. Seu blog é muito bom por isso vim até o seu espaço e gostei muito do que li por aqui. Tenho um blog Tb gosto d++ de poemas. E estou te seguindo se VC puder da uma passada La no meu blog. VAI SER UM PRAZER SE PUDER ME SEGUIR...Bejs . Déia.........
    Esse é o link do meu blog
    http://wwwdeiablog.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Gosto tb de contos,crônicas,quanto aos meus sentimentos,gosto de vivê-los intensamente!
    Hoje,não tenho o menor problema em dizer,que vivo intensamente um amor!
    Obrigada,por sua presença,e tão precioso comentário!
    Um abraço cheio de boas energias,para desejar só alegrias nesta semana que está começando!
    Mari

    ResponderExcluir
  6. Meu amigo Pedro, sem palavras.
    Elas ficaram todas no seu texto lindo.
    Meu amigo, eu me sinto honrada de ter sua amizade.
    Saiba Pedro, é admirável encontrar conteúdos assim tão expostos e belos.
    Amei.
    Beijinho.
    Fernanda

    ResponderExcluir
  7. eita que todo começo
    é bem difícil...
    belo texto...

    bjs meus
    (nate)

    ResponderExcluir
  8. Oi meu querido Pedro,

    É tão difícil tentar descrever sentimentos e o q sentimos por alguém, é tão difícil englobar as pessoas e o q elas sentem individualemnte, na vida há pessoas q nos fazem bem só de saber q existem e vc é uma delas q me faz sentir como viver vale a pena e em especial como vc pensa e racionaliza tudo é o mais importante.
    Com seu jeitinho, vai abrindo caminho em meio a pensamentos e sua linha vai ganhando forma, sentido e um texto sempre maravilhoso surge.

    Vc é muito especial e tenho um carinho enorme por vc.

    grande beijo...Mariz

    ResponderExcluir
  9. Pedro,
    Não podias estar mais certo no comentário que me deixas-te (: Muito obrigado pelas tuas palavras. Fazem-me sempre tão bem! **
    Quanto ao teu post. Mais uma vez AMEI. O amor deveria ser algo bom, e é, para aqueles que realmente sabem amar. Como referes em cima, por vezes passamos demasiado tempo ao lado ou gostando de alguém que não nos dá o merecido valor, e paramos no tempo por essa pessoa. A vida deve ser vivida, não em função dos outros, mas em realização de nós mesmos.
    Gostei muito dessa passagem : "Tenho por certo uma [quase] convicção de que tenho por alegria ver a felicidade de quem gosto. É como se fosse uma espécie de alimento para o meu coração. Sem explicação, sem definição, apenas fico feliz como se isso formulasse um dos meus maiores sonhos, na maioria das vezes. ", isto aqui, só demonstra o quão boa pessoa és **
    "Tudo na vida é uma passagem"...não poderias estar mais certo. Perfeito . Grande Beijo **

    ResponderExcluir
  10. E quando se trata de assuntos sobre esse músculo pulsante, toda e qualquer razão se faz desnecessária, sentir assim faz do entendimento um ponto ínfimo, às vezes esse ponto ao menos existe. Costumo pensar que o amor não é um sentimento mortal, acredito em um propósito que ultrapasse até essa linha inerte que nos faz humanos. Mas essa sou eu tentando explicar a extensão desse sentimento tão mágico.
    E Pedrinho, o seu coração é muito bonito, falo isso baseada em sua descrição acima. E pensar assim, pondo a frente os sentimentos, é um ato que exige muita coragem, e eu sei bem o que é isso. ^^

    E já não é surpresa dizer que as suas palavras refletem e fazem refletir.

    Beijo grande.

    ResponderExcluir
  11. Nossa amei seu blog, estou te seguindo. :D Muito bom mesmo. Se assim desejar pode me acompanhar também meu blog é http://paulinhabarretojp.blogspot.com/

    Abraço

    ResponderExcluir
  12. Pedrão,
    Sem querer discutir maniqueísmo, eu penso que as pessoas são divididas sim, alguns nascem com forte inclinações para o amor e outros sentimentos que surgem a partir dele, outros nascem com inclinações fortes pra destruição, até própria, de coisas e afetos.
    Durante toda a vida encontramos esses seres, no dia a dia, tanto o amor quanto a destruição faz mudanças definitivas em nossa alma e assim vamos caminhando num eterno aprendizado.
    Gosto do seu pensar, muito!
    Bj grande, com admiração

    ResponderExcluir
  13. Sempre tentamos definir. Procuramos por todos os cantos alguma palavra que decifre, que nos diga exatamente o que é o amor, porque as vezes ele nos parece tão sobrenatural e raro que nos achamos distantes demais dele. Dizer o que ele é, seria uma forma de possuí-lo, de trazê-lo para perto. Porque temos medo do desconhecido...
    Por isso, amar sem descrição, sem significado, sem razão, é uma forma de se entregar ao desconhecido e nele fazer abrigo, porque é Amor, e quando se ama não se teme. Não se mede consequências, porque quando há Amor verdadeiro, essas não encontram espaço.
    E eu sei que, algo dentro de você, meu querido Pedro, se joga no desconhecido, ato de entrega que denuncia uma coragem, um Amor ao próprio Amor que se elege íntegro, inteiro... E eu sei, que algo dentro de mim já se desconhece, porque eu sou o Amor, que depositam, arrancam, que eu doou.

    -Essas são palavras que resultam desse seu ímã que nos puxa, nos transforma em rima.

    Abreijos.

    ResponderExcluir
  14. ''E o que fazer com o coração? O que fazer quando você se sentir sozinho, com vontade de fugir de tudo, todos e até mesmo de você mesmo? Como agir quando houver uma decepção que force seus pensamentos a irem à direção que não é capaz?''

    eu senti a resposta pra essas perguntas em ulguns trechos do meu novo texto. é sério. .
    http://iandeee.blogspot.com/2011/06/cachaca.html

    Mas antes de tudo, eu achei o seu texto divino, você consegue me prender nos teus escritos, é muita sinceridade, muito conhecimento em um só texto. meus parabéns.

    ResponderExcluir